“Se quiseres que teus filhos, tua mulher e teus amigos vivam para sempre, és tolo, pois queres que  as coisas que não são teus encargos sejam encargos teus; como também que as coisas de outrem sejam tuas. Do mesmo modo, se quiseres que o servo não cometa faltas, és insensato, pois queres que o vício não seja o vício, mas outra coisa  [26]. Mas se quiseres não falhar em teus desejos, isso tu podes. Então exercita o que tu podes.” – Epicteto