Apocalipse Machista

Essa semana, no grupo do telegram do RapaduraCast, vi a galera discutindo sobre a polêmica do outdoor de promoção do filme dos X-Men, na hora pensei sobre a maneira como alguns traços sociais estão arraigados em nossa sociedade e em nosso tempo, e não pude deixar de refletir sobre como para àqueles que são dos ditos dominadores, atos cotidianos e aparentemente sem valor podem estar carregados de opressão e preconceito. Não conheço nenhuma feminista ferrenha, mas tampouco vi em minha timeline ninguém reclamando sobre o  caso. Ainda não tinha considerado o ponto exposto no artigo abaixo, mas definitivamente é algo  se considerar também Continuar lendo

Anúncios

Aprenda a Discordar Usando a Lógica do Papel-Higiênico

Postado originalmente em Updateordie por Wagner Brenner

Qual é a forma certa de se colocar um rolo de papel higiênico no banheiro?

papel2

POR CIMA!

60% das pessoas têm a certeza absoluta que o certo é o estilo “cachoeira”, com o papel saindo por cima. É mais fácil achar a ponta, dá pra rasgar certinho no picote, não fica raspando a mão na parede (menos bactérias!) e hotéis podem sinalizar aos seus hóspedes que o banheiro foi higienizado, com dobras elaboradas ou colando selinhos.

Continuar lendo

O que é filosofia, afinal?

Postado originalmente em Paulo Ghiraldelli – Filosofica como Crítica Cultural por Paulo Ghiraldelli

Tenho notado que há uma certa dificuldade do público atual em entender o que faz um filósofo. Isso não é de se estranhar. No mundo todo é assim. Creio que há mais imagens de anedotas, caricaturas e mal entendidos sobre a tarefa do filósofo do que há sobre qualquer outra atividade humana. O que não deveria mais ocorrer é vermos tais coisas distorcidas comandarem a cabeça de gente escolarizada, às vezes já até com uma faculdade nas costas.

Resolvi colocar um subtítulo neste meu blog/site, para ver se ajuda: “filosofia como crítica cultural”. Sim, pois há basicamente três tipos de trabalho em filosofia. Particularmente faço os três, mas não nos mesmos lugares. Continuar lendo

Criticar o senso comum tornou-se… senso comum!

Postado originalmente em Problemas Filosóficos por Alexandre N. Machado

Quando somos introduzidos à filosofia, nossos professores geralmente repetem incansavelmente que ser filósofo é, entre outras coisas, ser crítico. Algumas vezes se explica corretamente o que é ser crítico e nenhum grande problema nasce dessa promoção do espírito crítico. Mas, com muita frequência, se usa “crítico” como sinônimo de “contestador”. Continuar lendo